Cirurgia Estética Lipoaspiração

Cirurgia Estética

LIPOASPIRAÇÃO

Tudo sobre lipoaspiracão / lipoescultura


Dr. André Colaneri

Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Telefone: (11) 2365-5978

Artigos Voltar


Lipoaspiração, lipoescultura - mitos e verdades


Sempre exposta na mídia e cada vez mais comentada, a lipoaspiração é alvo freqüente de muitas duvidas, temores e propagandas enganosas. A cada dia parece surgir um novo e revolucionário tipo de técnica milagrosa, com a promessa de recuperação quase instantânea, indolor e sem riscos. Neste artigo, vamos ponderar alguns fatos relevantes relativos aos tipos de lipoaspiração, seus reais riscos e elucidar alguns mitos e duvidas frequentes.

O que é a lipoaspiração?

A pergunta pode até parecer óbvia demais para os leigos acostumados com o assunto, mas veremos que não e bem assim. Lipoaspiração é um procedimento cirúrgico, ou seja uma cirurgia (precisa de anestesia e tem incisão na pele), que retira a gordura por aspiração (lipo = gordura). Logo, todo procedimento que retira gordura com uma cânula que aspira é um tipo de lipoaspiração! Isso independente do tipo de anestesia (local, geral ou peridural) e do local a se realizado (consultório, clinica ou hospital). Sendo assim, lipolight, minilipo, HLPA, lipo tumescente, lipo de lata definição, vibrolipoaspiração, lipo a laser, etc são tipos de lipoaspiração e são sim cirurgias plásticas.

Qual medico está apto a fazer uma lipoaspiração?

Como visto no ítem acima, no termo “lipoaspiração” estão compreendidos todos os tipos de lipos (light, minilipo, HLPA, etc.). O Conselho Federal de Medicina, em resolução n 1.711, especifica ser a lipoaspiração uma cirurgia da especialidade da cirurgia plástica e impõe a necessidade de formação cirúrgica ao medico, ou seja, ser cirurgião. Sendo assim, os especialistas pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica são os verdadeiros especialistas para realizarem qualquer tipo de lipoaspiração. Todas estas explicações seriam dispensáveis, se não fossem os inúmeros médicos não cirurgiões plásticos realizando lipoaspirações, principalmente em clinicas e consultórios. Como os hospitais costumam pedir o diploma de especialização do profissional para poder operar, os não especialistas acabam fazendo as cirurgias em clinicas ou consultórios.

Importante citar que o Conselho Federal de Medicina não reconhece “medicina estética” com especialidade, ou seja, quem não é cirurgião plástico não é especialista. Um modo simples e eficaz de comprovar a especialização do médico é conferir se ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, formada apenas por especialistas.


Para quem está indicada a lipoaspiração?

Ao contrário do que muitos pensam, a lipoaspiração não é feita para emagrecer, perder peso. Ela é feita para remodelar o corpo, retirar aquela gordura localizada e assim mudar o contorno corporal. A mudança na balança após a cirurgia não é tão grande quanto a aparente perda de peso que a paciente apresenta no pós-operatório. Isto se deve ao pouco peso da gordura se comparada com os outros tecidos corporais (osso, músculo, etc.).

Os melhores candidatos à lipoaspiração são aqueles pacientes próximos ao peso ideal e que apresentam gorduras localizadas e de difícil perda com dietas. Pacientes muito acima do peso, que necessitam grandes perdas de tecido gorduroso em áreas extensas, além de apresentarem maior risco cirúrgico (tempo de cirurgia, perda sanguínea, etc.) apresentam maior chance de ficar com irregularidades e flacidez no pós-operatório, visto que na lipoaspiração não se retira a pele excedente. Por tudo isto, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica nos orienta quanto a um limite de segurança de retirada de gordura, que fica em 7% do peso corporal.

A lipoaspiração é realmente perigosa?

Como toda cirurgia, a lipoaspiração tem riscos. Quanto maior for o procedimento (mais gordura for retirada e mais extensa for a área lipoaspirada) maior será o risco. Procedimentos muito pequenos e com anestesia local têm risco menor do que os grandes, com anestesia geral. Porém, mesmo as maiores lipoaspirações são bastante seguras, desde que realizadas em hospital e por especialistas. A lipoaspiração é a cirurgia plástica mais realizada atualmente e com baixíssimos índices de complicações. O que ocorre, é que muitas são realizadas em ambiente não hospitalar (que têm menor estrutura de segurança) e frequentemente por não especialistas – e isso aumenta demasiadamente os riscos de complicações.

A lipoaspiração com anestesia local (minilipo, lipo-light, HLPA, hidrolipo, etc.) é mais segura? Nem sempre! A lipo com anestesia local está bem indicada quando o paciente tem realmente pouca gordura a ser retirada (menos de um litro), e retira tudo em um único procedimento.

Quando se “loteia” a lipoaspiração, fazendo vários procedimentos em áreas diferentes e dividindo a cirurgia em várias etapas, o índice de segurança cai muito. Fica mais perigoso do que fazer apenas um único procedimento maior, em hospital, com anestesia geral ou peridural. Vários procedimentos sempre somam os riscos de cada um deles em separado, além de ter maior probabilidade de imperfeições, assimetrias, maior tempo de recuperação (se somados os procedimentos) e da menor segurança de não operar em ambiente hospitalar (com maior higiene e equipamentos de segurança).

Vale a pena lembrar que o anestésico local também é tóxico, se usado em grande quantidade. Logo, para cirurgias de maior porte, a anestesia local não é indicada, pelos riscos aumentados se comparada aos outros tipos de anestesia. Frisando, para cirurgias maiores, a anestesia local é mais perigosa que a geral ou peridural.

Como é feita a lipoaspiração?

Toda lipoaspiração (e isso inclui lipo-light, minilipo, HLPA, hidrolipo, etc) inicia com uma pequena incisão na pele (em torno de 4mm) para entrada da cânula. Injeta-se, com um tipo de agulha com ponta romba (não cortante), uma solução composta por um tipo soro fisiológico (para aumentar o volume da gordura), adrenalina (para reduzir o sangramento) e um anestésico local (para não ter dor). O anestésico local é frequentemente usado também na anestesia geral, fazendo minimizar a necessidade de anestésicos gerais, visto que o anestésico local já está agindo.

Sendo assim, todas lipoaspirações são tumescentes, ou seja, usam uma solução que entumesce a gordura. Nos dias atuais nãos e faz mais lipoaspiração a seco (sem solução tumescente). Depois de esperar a solução injetada agir, introduz-se uma cânula para a aspiração da gordura. É justamente o tipo de cânula que difere entre os tipos de técnicas de lipoaspiração: A lipoaspiração tradicional usa uma cânula simples, para aspirar a gordura. A lipoaspiração ultrassônica usa primeiramente uma cânula com ultrassom na ponta (para liquefazer a gordura) e depois aspira com uma cânula tradicional a gordura. O mesmo ocorre com a lipoaspiração a laser, que tem na ponta da cânula o laser, em vez do ultrassom. Já na vibrolipoaspiração, a cânula tem um mecanismo de vibração, o que facilita a penetração e retirada da gordura.

Todas elas podem ser realizadas com todos os tipos de anestesia (local, peridural ou geral), dependendo do porte da cirurgia. Logo, minilipo, lipo light, hidrolipo, não são técnicas de lipoaspiração, mas sim um nome de marketing para vender uma lipoaspiração com anestesia local, muitas vezes até negando ser a cirurgia uma lipoaspiração e seus riscos.

Qual a diferença entre a lipoaspiração e a lipoescultura?

A lipoescultura é uma lipoaspiração em que parte da gordura é usada como enxerto para preencher vincos ou aumentar o volume de outra área(ex: aumentar os glúteos ou suavizar vincos da face, etc). Ambas retiram a gordura por lipoaspiração, apenas a lipoescultura enxerta (injeta em outro local). A lipoaspiração de várias áreas corporais é uma lipoaspiração de porte maior, mas continua sendo apenas “aspiração”. 



Dr. André G. Freitas Colaneri
Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica



Dr. André G. de Freitas Colaneri

Telefone: (11) 2365-5978
E-mail: dr.andre@cirurgiaestetica.com.br



Leia sobre os direitos autorais deste site

Endereço:

Rua: Borges Lagoa 1065, conj. 100
Vila Clementino, São Paulo-SP, Brasil

Clique aqui e veja o Mapa

Copyright © Cirurgia Estética - Lipoescultura | Lipoaspiração e Tipos de lipos - Todos os direitos reservadoslíbero +