Cirurgia Estética Lipoaspiração

Cirurgia Estética

LIPOASPIRAÇÃO

Tudo sobre lipoaspiracão / lipoescultura


Dr. André Colaneri

Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Telefone: (11) 2365-5978

Dúvidas e Perguntas Frequentes


1. Quem é um bom candidato para a lipoaspiração?

A lipoaspiração é bem indicada para pacientes com gordura localizada, sem flacidez de pele, que estejam próximo ao peso ideal, visto que a lipoaspiração é feita para modelar a silhueta corporal e não para emagrecer. Pacientes muito acima do peso, devem emagrecer antes, visto que a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica limita em 7% do peso corporal a quantidade de gordura a ser aspirada.
Pacientes que tenham gordura e flacidez de pele, podem ter a flacidez piorada depois da lipoaspiração. Logo, uma cirurgia de retirada de pele estaria indicada associada à lipoaspiração (exemplo a abdominoplastia).

2. Onde posso fazer uma lipoaspiração?

Onde houver gordura localizada, como abdômen, flanco, dorso, pernas, braços e face. Não se faz lipoaspiração em regiões de articulação, como cotovelos, tornozelo e parte posterior dos joelhos.

3. A lipoaspiração deixa cicatriz?

Toda cirurgia deixa cicatriz. As cicatrizes da lipoaspiração são minimas, em torno de 5 milimetros (apenas para a entrada das cânulas), e são colocadas em áreas escondidas, como sob a marca do biquíni, dentro do umbigo ou no sulco mamário. Geralmente ficam de boa qualidade, sendo pouco notadas.

4. Qual é a anestesia usada na lipoaspiração?

A anestesia depende do porte da cirurgia, ou seja, da quantidade de gordura e da extensão da área lipoaspirada. Pode ser desde a local, local com sedação, peridural ou geral.

5. Quanto tempo dura a cirurgia?

Assim como o tipo de anestesia, o tempo cirúrgico varia conforme o porte da cirurgia. Para cirurgias pequenas, pode demorar uma hora. Cirurgias grandes, com muita gordura e/ou grande área a ser lipoaspirada, podem demorar várias horas (até 6 horas).

6. Qual é o tempo de internação?

Para lipoaspirações com anestesia local, geralmente até 6 horas. Lipos grandes, geralmente ficam internadas 24 horas.

7. É necessário usar algum tipo de dreno?

O uso de dreno não é obrigatório. Nas pequenas lipoaspirações não se usa o dreno. Já nas grandes lipoaspirações o uso do dreno ajuda a apressar a recuperação, pois ao retirar a secreção que se forma depois da cirurgia, reduz a formação do inchaço e da roxidão, facilitando também a aderência da pele ao músculo. O uso de dreno também reduz a dor e minimiza o risco de seroma (bolsões de soro), por evitar o acúmulo de líquido abaixo da pele. Dependendo da extensão da lipo e do volume retirado diariamente, o dreno pode permanecer de 3 dias até 10 dias.

8. Devo usar a cinta compressiva no pós-operatório?

Sim. A cinta compressiva ajuda a fixar a pele junto ao músculo, facilitando sua aderência e minimizando o edema (inchaço). Ela deve ser usada por um mês e meio após a cirurgia.

9. O pós-operatório da lipoaspiração é doloroso?

É comum um desconforto depois da lipoaspiração, principalmente na primeira semana depois da cirurgia. O limiar de dor de cada paciente é muito variável. A sensação mais comumente referida é a de desconforto pelo inchaço e dor quando pressionada a área operada, mas facilmente tratada através de analgésicos simples que serão receitados.

10. Como fica a sensibilidade da área operada?

Quando a cânula de lipoaspiração aspira a gordura, ela raspa em pequenos nervos que dão a sensibilidade na região. Logo, há uma alteração da sensibilidade local devido ao trauma depois da lipoaspiração ou lipoescultura, que tendem a retornar ao normal gradativamente. Alguns pacientes referem insensibilidade, outros dor, outros amortecimento local, etc.

11. Como é o pós-operatório da lipoaspiração?

O paciente sai da sala de cirurgia já com uma nova silhueta, porém esta está obscurecido pelo edema (inchaço). O edema e a equimose (roxidão) são mais intensos durante as primeiras três semanas, com resolução gradual. Um edema residual é mantido até por volta do quarto mês. No final do primeiro mês, quando começa a haver uma melhor absorção do edema, é comum o surgimento de áreas endurecidas e nodulações, devidas à fibrose (cicatrização interna).
A drenagem linfática e ultrassom ajudam sobremaneira a reduzir o inchaço e a fibrose. Essas endurações serão geralmente dissolvidas entre o segundo e o quarto mês. A retração da pele ocorre do terceiro ao sexto mês depois da lipoaspiração e sua intensidade depende da qualidade da pele.

12. Quando são retirados os pontos?

Os pontos são retirados geralmente em torno de 14 dias pós-operatórios.

13. Quando se alcança o resultado definitivo de uma lipoaspiração?

Como toda cirurgia plástica, o resultado definitivo ocorre depois de 6 meses, tempo necessário para o amadurecimento da cicatriz. Porém, aos 4 meses, já se obtém 80% do resultado definitivo.

14. Quando poderei voltar às minhas atividades?

O retorno às atividades dependerá do porte da lipoaspiração. Para pequenas cirurgias, o retorno é quase imediato. Para lipos grandes, o retorno às atividades profissionais de escritório geralmente ocorre depois de 7 dias. As atividades físicas levam mais tempo para o retorno, geralmente depois de retirar a cinta compressiva (geralmente em torno de 45 dias para lipos grandes).

15. Quando poderei retomar os exercícios físicos?

Depende do porte da lipoaspiração. Pode demorar de 14 dias a dois meses.

16. Qual o risco de complicação na lipoaspiração?

Como qualquer cirurgia, a lipoaspiração pode ter algumas complicações. Apesar de raras, podemos citar: hematoma, seroma (acúmulo de soro), infecção, trombose, perfuração. Todas elas são raras, principalmente se a lipoaspiração tiver sido realizada em ambiente hospitalar e por um membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Tão importante quanto se evitar as complicações é estar em um local que tenha recursos e assistido por um médico que saiba trata-las.

17. A lipoaspiração pode ser associada a outras cirurgias?

Sim, é comum a associação da lipoaspiração a outras cirurgias. A extensão da lipoaspiração determinará qual cirurgia poderá ser associada. É muito freqüente a associação da lipoaspiração à abdominoplastia, pois a lipo retira gordura e a abdominoplastia trata o excesso de pele e flacidez abdominal, o que torna as duas cirurgias complementares em alguns casos (lipoabdominoplastia).

18. A lipoaspiração pode ser feita antes de engravidar?

Sim. A lipoaspiração não altera nem atrapalha a gestação, pois retira apenas gordura (não mexe nos músculos nem na pele). É comum, porém, a confusão entre lipoaspiração e abdominoplastia, a qual retira pele do abdômen e por isso geralmente não é realizada antes das gravidezes programadas.

19. No caso de engravidar depois da lipoaspiração perderei o resultado da cirurgia?

A questão de engordar antes ou depois da cirurgia depende apenas da paciente e de seus hábitos alimentares. Não é devido à lipoaspiração que se engorda e sim devido ao que se come. Logo, pacientes que controlam o peso não engordarão, outros que não controlam engordarão, tendo feito lipoaspiração ao não. A lipoaspiração apenas retira a gordura em excesso, não modifica o metabolismo. Manter o resultado depende apenas do paciente.

20. São necessarias drenagens linfaticas pós-operatórias?

Sim. A drenagem linfática auxilia a reduzir o edema (inchaço) e a evitar o acúmulo de líquido abaixo da pele (seroma), sendo muito importante na recuperação da lipoaspiração. Em geral são necessárias ao menos 10 sessões, sendo realizadas duas a três vezes por semana, em dias alternados, iniciadas a partir do 7 dias pós-operatório.

21. Para que serve o ultrassom no pós-operatório da lipoaspiração?

O ultrassom fisioterápico pós-operatório auxilia a organizar a cicatrização interna (fibrose) depois da lipoaspiração, sendo muito importante para minimizar nodulações e irregularidades pós-operatórias. É comumente ser associado na mesma sessão da drenagem linfática.

22. Qual médico está apto a realizar a lipoaspiração?

Segundo a resolução 1711 do Conselho Federal de Medicina, a lipoaspiração é uma especialidade da cirurgia plástica, sendo obrigatória a formação em cirurgia para realizá-la. Portanto, os pacientes devem se certificar que o cirurgião seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Assim, terá certeza de se tratar de um especialista em lipoaspiração, tendo este completado 11 anos de formação para se especializar. Infelizmente hoje há vários médicos não especialistas (não cirurgiões plásticos) fazendo lipoaspirações e com isso aumentando o risco das cirurgias.

23. O que é a minilipo, lipo light, hlpa, hidrolipo?

A “minilipo”, “lipo-light”, “hidrolipo”, etc. nada mais são do que uma lipoaspiração com anestesia local, técnica antiga e nada de nova. O que se tem realizado hoje é esta lipoaspiração em consultórios e fracionadas. Faz-se várias pequenas lipos em vez de fazer uma maior em todas as regiões do corpo. Quanto ao resultado, é mais arriscada, pois a chance de ter irregularidades e assimetrias entre as partes lipoaspiradas em dias diferentes é maior do que em uma lipoaspiração única. Por ser com anestesia local, sem nenhuma sedação, muitas vezes o paciente sofre com dores e o procedimento acaba não sendo realizado de forma adequada. Sobre a segurança, também é mais arriscada, pois um consultório ou clinica nunca terá a estrutura e segurança de um hospital.

24. A “minilipo” é mais segura que a lipoaspiração tradicional?

Isto é que se difunde, mas não é verdade! Por ser realizada em consultório, o risco de infecção é maior e a aparelhagem médica de segurança muito inferior a de um centro cirúrgico. Ainda mais, como se faz várias sessões, multiplicam-se os riscos por várias vezes. Porém, o mais preocupante é que a maioria dos médicos que fazem a “minilipo” ou “lipo-light”, não são cirurgiões plásticos, logo não são especialistas, o que aumenta enormemente os riscos de complicações.

25. É possível associar outras cirurgias plásticas à lipoaspiração ou lipoescultura?

Sim. É muito frequente a associação da lipoaspiração à abdominoplastia, mamoplastia de aumento, rinoplastia ou outras cirurgias plásticas. A possibilidade da associação de 3 ou mais cirurgias será avaliada pelo cirurgião, tendo em vista a extensão, o porte e a segurança de cada cirurgia.

 





Dr. André G. de Freitas Colaneri

Telefone: (11) 2365-5978
E-mail: dr.andre@cirurgiaestetica.com.br



Leia sobre os direitos autorais deste site

Endereço:

Rua: Borges Lagoa 1065, conj. 100
Vila Clementino, São Paulo-SP, Brasil

Clique aqui e veja o Mapa

Copyright © Cirurgia Estética - Lipoescultura | Lipoaspiração e Tipos de lipos - Todos os direitos reservadoslíbero +